IMT |   |   |   de   de   
Área reservada: Alunos | Professores

Bem-Vindos ao IMT

  mensagem do diretor do Instituto de Medicina Tradicional

O IMT – Instituto de Medicina Tradicional nasce da necessidade de oferecer formação credível e de qualidade na área das terapêuticas não convencionais. Formar terapeutas com sentido ético e bem preparados técnica e profissionalmente que possam fazer a diferença no mercado é a missão do IMT.

A estratégia do IMT passa pela busca incessante da qualidade em tudo o que faz, estando os nossos valores consubstanciados nos padrões do holismo, enquanto filosofia e paradigma emergente, defendendo a promoção da saúde e do bem-estar do indivíduo.

Fazer este caminho norteado por esta estratégia, valores, e sentido de missão, é o que me motiva a continuar este projecto, contando com todos, para assim poder continuar a abrir as portas desta casa aos que nos procuram.

Sejam então bem-vindos ao IMT.
Mário Jorge Rodrigues

Mensagem do Ano Letivo de 2007/08

Caros alunos e estimados professores,

É com enorme entusiasmo e orgulho que no início de mais um ano lectivo, o IMT – Instituto Medicina Tradicional, abre as portas aos novos candidatos a futuros profissionais da Medicina Não Convencional. Como sabem, a Lei 45/2003 aprovada pela Assembleia da Republica há 4 anos veio reconhecer oficialmente, entre outras, as vossas futuras carreiras - a de Naturopata e a de Osteopata. Esta lei veio finalmente reconhecer e consagrar oficialmente aquilo que os milhões de utentes, há muitos anos haviam já reconhecido, pelos efeitos sentidos em si próprios ou nos seus familiares.
Falta agora concluir a sua regulamentação. Aguardamo-la há 3 anos e continuaremos a aguardá-la pacientemente e tranquilamente como temos feito até agora.
Até lá, contudo, não cruzámos os braços no passado, não os cruzamos no presente, nem os cruzaremos no futuro e, por vocês, continuaremos em frente, na busca de uma cada vez maior credibilidade e dignificação para cada sector e para os seus respectivos profissionais.
Na verdade, é disso que se trata… Dignificação e Credibilidade… Ireis verificar que existem já demasiados charlatães por aí e mais continuarão a aparecer, enquanto não vier a tão desejada regulamentação.
Todavia, na realidade… sem subsídios, sem ajudas, sem apoios, mas com muito trabalho e dedicação, temos conseguido com a ajuda de todos; direcção, colaboradores e sobretudo do nosso corpo docente, elevar as vossas futuras profissões a um grau verdadeiramente Superior.
Res Non Verba – “Factos, não palavras”. Esta tem sido a realidade que temos demonstrado. – Apresentamos factos concretos, não apenas promessas.
Pelo contrário, quero que fiquem certos que não vos prometo facilidades, meus amigos, pois sei que também não as iriam querer. Ao longo do vosso caminho ireis encontrar muitos pretensos “sábios” e “doutores” que, a troco de dinheiro, vos irão seduzir de variadíssimas maneiras e com inúmeras promessas. Para eles deixamos as “facilidades” e os “milagres”. A vocês caber-vos-á decidir…
Estou certo, pelo contrário, que procuram a “Competência Profissional” no final dos vossos cursos, pois caso contrário não teriam escolhido esta Escola.
Pelo nosso lado, procuraremos transmitir-vos Coerência e Rigor para que vocês possam alcançar a Competência.
Como todos sabem, Competência é igual a Sucesso. Contudo para consegui-lo é preciso Trabalho, Perseverança e Força de Vontade, é isso que esperamos de vocês… desde o primeiro dia… desde a 1ª hora.
Esse será o vosso contributo e essas serão as “chaves do segredo” daquele que deverá ser o vosso maior objectivo – o vosso sucesso profissional.
O IMT é actualmente, já uma grande família. Reunimo-nos aqui hoje para acolher e abraçar os novos membros desta família e prometer-lhes que iremos acompanhá-los e orientá-los, naquela que será uma das mais importantes jornadas da vossa vida. Queremos que se sintam em família e, como tal, que não esqueçam… a família entreajuda-se.
Foram vocês próprios que decidiram enveredar por este caminho. Já perguntaram a vocês próprios, porquê esta carreira e não qualquer outra?
Será que a vossa escolha é um chamamento? Será que esta é a vossa missão?
Sinceramente espero que sim. Porque então, ireis abraçá-la com a vossa alma e ireis conseguir desvendar os mistérios que ela encerra.
Espero também que tomem consciência da responsabilidade que a vossa carreira encerra. Ireis trabalhar com seres humanos, ireis tê-los “frágeis” nas vossas mãos, dependentes das vossas decisões e do vosso saber.
Cabe-vos a responsabilidade de vos preparardes bem. Porque afinal, o mundo precisa de vocês.
Os vossos professores irão dar-vos as pistas e abrir-vos os caminhos, contudo, o trabalho, a perseverança e a força de vontade, como disse, irão abrir-vos as portas dos segredos que a vossa dedicação e empenho conseguirem encontrar.
No final da caminhada, garanto-vos, estareis aptos a desempenhar com segurança e competência a vossa missão. Desde já, congratulamo-vos pelas vossas escolhas – a carreira ou missão que decidiram abraçar e a Escola que a vossa intuição ou o destino colocou no vosso caminho e a quem querem confiar a vossa orientação.
Quanto a mim, ambas as escolhas foram acertadas. Do que depender do I.M.T. para vos ajudar neste percurso, contem com a nossa capacidade de trabalho, com a nossa vontade e com a competência do nosso Corpo Docente.
Contamos também com a vossa colaboração, a vossa disciplina e o vosso entusiasmo para nos ajudarem nestas nossas tarefas. Porque acreditamos que a natureza humana encerra em si grandes valores, que por vezes se encontram ocultos, queremos depositar em vocês toda a confiança de que estarão connosco, de corpo e alma, numa entrega total, para que no final desta jornada, esses valores se revelem e sejam aumentados, para bem de todos aqueles que vos procurarem na qualidade de vossos pacientes e, espero, de vossos amigos também.
Para concluir, em nome de todos, colaboradores, corpo docente e também dos vossos colegas que preparam esta recepção, vos dou as boas vindas à vossa casa. Contem connosco. Nós contamos convosco.

Bem Vindos. Bom Trabalho.

Mário Jorge Rodrigues Director do I.M.T.

Mensagem do Ano Letivo de 2008/09

Caro(a) Aluno(a) e estimados Professores

No finalizar mais um ano lectivo e com a aproximação do início do próximo já em Setembro, importa fazer um balanço ao trabalho executado e determinar o ponto de situação actual.

A política de seriedade, rigor e qualidade que sempre temos procurado imprimir ao nosso trabalho, tem gerado uma crescente procura da nossa escola por parte do público, que, numa demonstração de confiança nesse trabalho, tem crescentemente aderido às nossas propostas formativas. Essa procura tornou, nos últimos meses, previsível e urgente a necessidade de encontrar um novo espaço que, acrescentando o actualmente existente, permita dar uma resposta efectiva a essa procura.

Por outro lado, a previsível aproximação da conclusão do processo de regulamentação das Terapêuticas não Convencionais, conduz-nos a que procuremos encontrar-nos, o mais cedo possível, devidamente apetrechados com os instrumentos adequados à apresentação de uma candidatura ao Ensino Superior.

A conjugação destes factores, obrigou-nos a focar e concentrar a nossa atenção durante todo o segundo semestre do corrente ano lectivo na prossecução e concretização desses objectivos.

É evidente que esse trabalho absorveu uma considerável parte do nosso tempo e das nossas energias e inevitavelmente nos desviou de outros propósitos que tínhamos em mente, não permitindo atingi-los quando planeávamos, mas dos quais não iremos desistir. Apenas foram adiados por algum tempo.

Neste contexto, procurámos efectuar uma reapreciação e uma análise aos planos curriculares dos Cursos de Nível Superior (Naturopatia e Osteopatia) e simultaneamente iniciámos a procura de um espaço condigno e adequado à instalação de um novo pólo em Lisboa.

Para dar execução ao primeiro objectivo, foram ouvidas as opiniões da maior parte dos professores comuns a ambos os cursos, bem como, foram igualmente tomadas em consideração as sugestões e opiniões julgadas pertinentes, que têm vindo a ser emitidas ao longo do tempo, pelos alunos dos respectivos cursos.

Esse trabalho foi concluído, com especial incidência sobre o curso de Naturopatia e como prevíamos, não existem, para já, alterações de fundo a introduzir. Puderam, no entanto, ser agora ser corrigidos alguns pormenores que haviam sido já identificados anteriormente, introduzidas algumas matérias e efectuadas algumas alterações pontuais que, estamos certos, irão conferir uma maior clarificação, uma maior objectividade e uma maior operacionalidade no que diz respeito à compreensão e ao aproveitamento das matérias estudadas.

O Curso Geral de Osteopatia aguarda o desenvolvimento das diligências e das negociações para o estabelecimento de parcerias institucionais que foram já iniciadas á algum tempo, para que possa ser executada uma revisão mais profunda, já de acordo com a estratégia a definir com o(s) parceiro(s) que vier(em) a estabelecer protocolo(s) connosco. Prevemos que esse trabalho possa ficar concluído durante o primeiro semestre do próximo ano lectivo.

Não temos a veleidade nem a pretensão de considerarmos que todo o trabalho está finalizado, somos bem mais exigentes que isso. Muito haverá ainda para fazer. A experiência diz-nos que o processo de aperfeiçoamento, é um processo contínuo, ele não se esgota com uma revisão pontual. É uma aprendizagem que se faz e se desenvolve no dia-a-dia.

Apesar de termos a clara noção de que, perante a conjuntura actual do nosso país e os recursos de que podemos dispor, não ser possível fazer todos os “prodígios” que gostaríamos, temos, no entanto, consciência de que temos vindo a desenvolver um esforço real e sério em prol da credibilização do sector. Sabemos e está à vista pelo trabalho, pelo empenho e pelo investimento executado, que ao longo dos anos temos sido e continuamos a ser um dos principais contributos para que as Terapêuticas não Convencionais sejam levadas a sério. Iremos persistir e procurar melhorar continuamente esse trabalho, mas para tal é necessário o contributo e a colaboração de todos.

Relativamente ao segundo grande objectivo – a instalação de um novo pólo em Lisboa – foram executadas inúmeras buscas na cidade durante todo o segundo semestre, para encontrar um espaço condigno e que reunisse as condições necessárias às finalidades previstas.

Foram identificadas algumas soluções que reuniam os requisitos necessários à tomada de uma decisão, contudo, na sequência das negociações que haviam já sido iniciadas no início do ano com a Universidade Lusófona, com a intenção de estabelecimento de um protocolo de parceria e colaboração institucional, essa procura veio, afortunadamente, cruzar-se com aquele propósito, surgindo a possibilidade de conjugação desses dois objectivos.

Nesta conformidade, congratulo-me de informar todos os nossos alunos, docentes e restantes colaboradores, que o I.M.T. assinou já, no início de Agosto, um protocolo de colaboração com a administração do Grupo Lusófona, do qual a Universidade Lusófona é o maior e principal accionista.

Esse acordo estabelece igualmente as condições de cedência de um espaço do referido Grupo, constituído pelo 1.º piso do edifício, conhecido como “Edifício Franjinhas” situado no coração de Lisboa, no início da Rua Braamcamp no n.º 9, junto ao Marquês de Pombal.
Assim, dadas as características do novo espaço, que se encontram completamente adequadas ao ensino superior, preenchemos igualmente a necessidade de nos inserirmos em espaços que reúnam aquelas condições, com vista ao preenchimento dos requisitos necessários para a realização da referida candidatura ao ensino superior, logo após a conclusão do processo de regulamentação.

Deste modo, foi decidido avançar para o novo espaço já em Setembro, no início do ano lectivo, com o turno da manhã do Curso Geral de Naturopatia. O turno da noite manter-se-á ainda, por enquanto, por razões logísticas e de organização administrativa, nas actuais instalações da Rua Alfredo Trindade.

É previsível poderem, a médio prazo, ser criadas as condições para que, no futuro, progressivamente, sejam transferidos outros cursos do Departamento de Estudos Superiores.

É possível que durante o período inicial de instalação, dado o período de férias, existam alguns condicionalismos, que são normais nestas circunstâncias.

Envidaremos todos os esforços para reduzir ao mínimo os eventuais transtornos, contudo, contamos com o civismo, a compreensão e a colaboração de todos, para que rapidamente seja atingida a normalidade, na casualidade de que esta não seja possível ser estabelecida logo desde o início.

Desejo a todos que o regresso às aulas seja assinalado pela alegria, pela vontade e pela confiança de cada vez estarem mais perto dos vossos objectivos.

Pela nossa parte, não baixamos os braços. Continuaremos a lutar para obter cada vez melhores condições de ensino, e a tudo fazer para que os vossos objectivos sejam concretizados com o máximo de qualidade que seja possível obter, numa perspectiva realista e dentro dos actuais condicionalismos em que vivemos, que todos conhecem.

Contamos com a colaboração de todos para elevarmos cada vez mais o nível dos futuros profissionais que formamos, ou seja de vocês próprios.

Até breve

Mário Jorge Rodrigues
Director do I.M.T.

Mensagem do Ano Letivo de 2009/10

Ser aluno do IMT – Instituto de Medicina Tradicional é, cada vez mais, uma responsabilidade acrescida.

O IMT é a mais respeitada Escola de Medicina Complementar em Portugal. Tem realizado um percurso difícil mas muito compensador. desde o ano da sua fundação, em 1997, pela mão do seu Director, o Dr. Mário Jorge Rodrigues até aos dias de hoje. Este percurso não foi nem é fácil.

Lutar por ideais de seriedade, profissionalismo e qualidade não é fácil no nosso país e muito mais difícil é na nossa área específica, onde a falta de credibilidade ainda é um obstáculo que lutamos para ultrapassar todos os dias.

Estes obstáculos surgem dos mais variados quadrantes, alguns deles vindos daqueles que mais teriam a ganhar se nos deixassem fazer o nosso trabalho.

Existem várias características únicas no DNA do IMT, características que vocês, como alunos de primeiro ano irão perceber muito rapidamente, estou certo disso. Uma delas é o esforço que vos é pedido enquanto estudantes. Nesta casa vocês irão trabalhar para se desenvolver como terapeutas e não apenas para terem boas notas.

Muito tem sido feito no sentido da melhoria, no sentido de vos proporcionar as melhores condições para o vosso desenvolvimento.

Reformulamos os cursos do DES – Departamento de Estudos Superiores, tornando-os mais compatíveis com o que de melhor se faz pela Europa fora. Hoje temos os nossos cursos com disciplinas de corpo comum, com mais e melhor interacção entre as temáticas, temos condições tecnológicas que seriam impensáveis há uns anos atrás, principalmente se percebermos que não temos qualquer apoio estatal para isto. Os nossos cursos têm hoje uma forte componente de práticas clínicas para que possam, sob orientação, chegar ao mercado como terapeutas mais confiantes e com maior domínio dos temas que aqui aprendem.

O IMT hoje é uma empresa com quase uma centena de colaboradores entre Lisboa e Porto e um número médio de alunos perto dos 800. Para chegar aqui é preciso esforço, dedicação e sentido de responsabilidade.

Este esforço é percebido e reconhecido. O IMT faz parte de uma organização internacional que tem por missão estabelecer guias de orientação para o ensino nestas áreas.

Hoje, em Portugal, é possível tirar uma pós-graduação em Osteopatia, em Naturopatia, em Homeopatia e em Acupunctura numa Universidade reconhecida pelo estado, fruto de um protocolo de colaboração estratégica celebrado entre o IMT e esta Universidade.

Vocês são a razão de ser desta escola, estamos aqui para vos ouvir. Aliás, sempre assim foi e os vossos colegas poderão secundar estas palavras. Estamos abertos ao diálogo construtivo pois é para o futuro de todos que aqui estamos, nós e vocês somos uma mesma família.

O IMT está aberto a um diálogo franco mas sobretudo construtivo, enfrente-se problemas com soluções viáveis, é isso que temos vindo a fazer e é isso que vos pedimos que façam.

Sejam bem vindos. E estou certo que saberão daqui retirar o melhor que vos temos para oferecer.

Mário Jorge Rodrigues
Director do I.M.T.

Ensino da Naturopatia

A qualidade do ensino da Naturopatia no nosso país não é ainda o desejável, pois são muito poucas as garantias dadas pela maioria das instituições que reclamam para si o estatuto de estabelecimento de ensino nestas áreas. A aposta numa área inovadora reveste-se de dificuldades que não encontramos em áreas beneficiárias de reconhecimento público e estatal, como é por exemplo a área das medicinas convencionais, sendo certo que não é só por esta razão que obtemos garantias de qualidade, a avaliar pelas noticias de más práticas profissionais no âmbito das medicinas convencionais que de vez em quando fazem notícia de abertura de muitos órgãos de comunicação social.

Assim, o IMT ao apostar numa área inovadora no nosso país, tem-se empenhado em conferir a mais alta qualidade ao Curso de Naturopatia, não só pelas matérias incorporadas, imprescindíveis à boa formação de um Naturopata, como também pela excelência de um corpo docente de elevada qualidade técnica e científica, tornando-o um curso ao nível de qualquer Universidade.

Procurámos conferir à sua estrutura uma diversidade considerável, complementando áreas de saber científico mais convencional com áreas de saber menos “convencionadas” (e não só não convencionais), mas não menos importantes, para que do conjunto dos seus saberes saiam abordagens e aprendizagens de qualidade. No Instituto de Medicina Tradicional esta é uma preocupação que nos acompanha desde o dia em que nos propusemos iniciar o Curso Geral de Naturopatia e Ciências Tradicionais Holísticas, pelo que a oferta que propomos a quem nos procura, é completa e de elevada qualidade, o que nos dá a garantia de que os profissionais que formamos podem ombrear com qualquer outro profissional de qualidade, dentro e fora do nosso país, funcionando ainda como educadores da população em geral no que diz respeito a comportamentos e atitudes promotoras de uma boa saúde integral do individuo.

Mário Jorge Rodrigues Director do I.M.T.

 O que dizem os nossos alunos

  alunos Instituto de Medicina Tradicional, do ano 2013/2014
”A descoberta da Homeopatia mudou suave mas definitivamente a minha Vida. A sua prática ajuda a (re)encontrar um estado de equilíbrio físico, mental e psicológico tão necessários nos dias que estamos a viver.”
Maria Fonseca, aluna finalista
”A Osteopatia é a possibilidade de, através de uma forma integrativa, melhorar a qualidade de vida de qualquer paciente. Pessoalmente representa a possibilidade de integrar a saúde oral com o bem estar global de um paciente, um verdadeiro conceito de saúde holística.”
Gustavo Cuco – aluno do 2º ano do curso e Médico Dentista
”Este curso de Medicina Ayurvédica representa uma " Revolução " Interior em termos de transformação e desenvolvimento pessoal e abre novos caminhos numa perspectiva médica e científica pela sua abordagem ímpar sobre a visão do Homem, Saúde, Longevidade e Crescimento Espiritual.”
Elsa Macdonald, aluna do 2º ano do curso de Medicina Ayurvédica
”O estudo da Naturopatia representa, para mim, a possibilidade de apreender e aplicar os processos naturais de cura, os quais assentam num delicado equilíbrio entre o corpo e a mente. O naturopata é, a meu ver, o agente de bem-estar com capacidade e competência para escutar, observar e sentir o paciente numa perspectiva holística e preventiva.”
Renata Raimundo, aluna do 3º ano de Naturopatia
”O curso de Acupuntura, Moxabustão e Fitoterapia Chinesa tem correspondido com as minhas elevadas expectativas, quer pela excelência ao nível dos docentes, como pela visão e qualidade do IMT. Este curso tem promovido o meu crescimento a todos os níveis e gostaria de salientar a abrangência e qualidade do programa e da sua formação prática”
Isabel Figueiredo, aluna do 3º ano do curso de de Acupuntura, Moxabustão e Fitoterapia Chinesa
Notícias
Veja todas as notícias postadas por IMT


Atalhos

Cursos

Departamento de Estudos Superiores Departamento de Medicina Tradicional Chinesa Departamento de Técnicas Manipulativas Departamento de Medicina Natural

Outros

Escolas em Portugal

Lisboa   21 330 49 65 / 6  |  93 230 49 65  |   secretari@imt.pt
 
Porto   22 201 02 76  |  93 901 02 76  |   secretariaporto@imt.pt
 
Braga   25 310 99 69  |  933 444 333  |   secretariabraga@imt.pt
 
Leiria   244 102 140  |  934 559 162  |   secretarialeiria@imt.pt

© 2007 I.M.T. - Instituto de Medicina Tradicional, LDA, o logótipo
I.M.T. e imt.pt são marcas comerciais ou marcas do I.M.T. - Instituto
de Medicina Tradicional, LDA. em PORTUGAL.
Todos os direitos reservados. Todas as outras marcas comerciais são propriedade dos respectivos detentores. Consulte os Termos de Utilização do site.
IMT